22:07 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2152
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, se reuniu nesta segunda-feira com seu colega português Augusto Santos Silva, em um encontro no qual avaliaram o relacionamento entre os dois países, que está tenso hoje.

    "O chanceler Jorge Arreaza realizou uma reunião bilateral com o ministro de Assuntos Estrangeiros [das Relações Exteriores] da República Portuguesa, Augusto Santos Silva", informou o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela na rede social Twitter.

    O encontro ocorre em meio à tensão entre os dois países, após as supostas irregularidades registradas no voo da companhia aérea portuguesa TAP, que transferiu para Venezuela o opositor Juan Guaidó.

    O governo venezuelano do presidente Nicolás Maduro decidiu suspender as operações da TAP no país por 90 dias e exigiu que a empresa portuguesa iniciasse uma investigação por irregularidades no voo de Guaidó.

    Em 13 de fevereiro, o presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Diosdado Cabello, disse que Juan José Márquez, tio de Guaidó, foi preso em 11 de fevereiro no aeroporto Maiquetía International, no estado venezuelano de La Guaira.

    A acusação era de que Márquez havia trazido explosivos em um voo da TAP, em que o próprio Guaidó também chegou após sua turnê internacional.

    Além disso, Cabello acusou o governo de Portugal de ser cúmplice da companhia aérea por embarcar em Guaidó com outro nome, o que foi negado por Lisboa.

    Mais:

    Venezuela fecha acordo com gráfica russa para imprimir 300 milhões de cédulas, escreve Bloomberg
    Venezuela: comportamento do embaixador francês em Caracas viola Convenção de Viena
    Maduro ratifica reforma de larga escala na indústria de petróleo da Venezuela (VÍDEO)
    Tags:
    crise na venezuela, TAP, relações bilaterais, diplomacia, Augusto Santos Silva, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Diosdado Cabello, Jorge Arreaza, Portugal, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar