23:07 03 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    9204
    Nos siga no

    A mudança climática reduziu drasticamente o caudal do rio Colorado, colocando em risco o abastecimento de água de aproximadamente 40 milhões de pessoas e milhões de hectares de terras de cultivo.

    Um novo estudo do Serviço Geológico dos EUA alerta que o rio continuará perdendo seu caudal a menos que sejam tomadas medidas para reduzir o aquecimento global, o impacto da seca e do aumento das temperaturas.

    Chris Milly, principal autor do estudo, explica que o caudal natural do rio diminuiu em aproximadamente 20% entre 1913 e 2017. Esta redução se deve principalmente às altas temperaturas, mas também à falta de chuva, que é igualmente resultado da mudança climática.

    O estudo de Milly e Krista Dunne, publicado pela revista Science, estima que a taxa de redução seja de 9,3% em cada grau centígrado de aumento de temperatura.

    O principal fator por trás da diminuição do fluxo é a menor camada de neve nas montanhas Rochosas, onde o rio tem origem. A medida que o clima esquenta, há menos neve.

    "Como a neve reflete a luz, sua redução significa que a bacia absorve mais luz solar [...] Mas a evaporação da bacia significa que resta menos água para abastecer o rio e suprir as demandas de 40 milhões de pessoas e mais de 2 milhões de hectares de terras de cultivo", explica Milly.

    Milly calcula que, até 2050, devemos esperar uma queda entre 14% e 31% no fluxo do rio Colorado em relação à sua média histórica devido ao aquecimento global.

    Mais:

    Aquecimento global pode ser novo inimigo dos caças F-35, diz mídia
    Fóssil de macaco poderá mostrar como sobreviver ao aquecimento global
    'Aquecimento global é real': Merkel pede novos hábitos em mensagem de Ano Novo
    Tags:
    EUA, abastecimento, água, rio, seca, mudança climática, aquecimento global
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar