17:16 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    533
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, e o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, se encontraram em Washington nesta quinta-feira (6).

    Pompeo e Guaidó se comprometeram a redobrar os esforços para derrubar o presidente venezuelano Nicolás Maduro e instalar um governo de transição em seu lugar, segundo informou o Departamento de Estado dos EUA nesta quinta-feira.

    Durante o encontro, ambos "concordaram em redobrar esforços para fornecer ao povo venezuelano o que o mesmo exige há anos: o fim da ditadura de Maduro e a restauração da democracia, a prosperidade econômica e dignidade do povo da Venezuela", segundo publicou o Departamento de Estado dos EUA.

    As duas autoridades discutiram maneiras pelas quais os atores democráticos e parceiros internacionais podem, juntos, abrir o caminho para um governo de transição que possa supervisionar eleições presidenciais livres e justas na Assembleia Nacional venezuelana, de acordo com documento.

    Guaidó foi aos EUA para participar do discurso de Estado da União do presidente dos EUA, Donald Trump. Durante o evento, Trump reiterou seu apoio a Guaidó e afirmou que irá "esmagar" Maduro.

    Os EUA e seus aliados reconheceram Guaidó como presidente interino da Venezuela ainda no início de 2019. No entanto, vários outros países, incluindo Rússia, China e Turquia, mantiveram o apoio a Maduro como o presidente legítimo da Venezuela.

    Mais:

    Em discurso do Estado da União com presença de Guaidó, Trump promete 'esmagar' Maduro
    Após se reunir com Guaidó, presidente francês defende eleições 'livres' na Venezuela
    Juan Guaidó diz que se prepara para voltar à Venezuela e ter 'dias difíceis de luta'
    Maduro: 'Trump está levando EUA para conflito de alto nível contra a Venezuela'
    Tags:
    Rússia, Turquia, China, Nicolás Maduro, EUA, Estados Unidos, Venezuela, Mike Pompeo, Departamento de Estado dos EUA, Juan Guaidó
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar