14:01 04 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Um canadense, de 29 anos, "brincou" estar contagiado pelo coronavírus durante um voo, levando à sua prisão quando o avião retornou ao Aeroporto Pearson de Toronto, relata Reuters.

    Nesta segunda-feira (3), em pleno voo, um canadense alertou todos os passageiros ao afirmar que estava infectado pelo coronavírus. O incidente ocorreu em um voo da companhia Westjet Airlines de Toronto, Canadá, para a cidade jamaicana de Montego Bay, segundo a agência Reuters.

    "Um homem estava causando distúrbios no voo, dizendo que esteve na China e possuía o coronavírus", afirma Sarah Patten, a porta-voz da polícia do munícipio de Peel, próximo ao Aeroporto de Toronto.

    Uma passageira do avião, Julie-Anne Broderick, comentou ao canal CBC que viu como o homem fazia uma selfie e anunciava que tinha o vírus. "A tripulação veio, deu a ele uma máscara e luvas, pedindo que se movesse para a parte traseira do avião."

    De acordo com Julie-Anne, o capitão comunicou aos passageiros que seria necessário retornar a Toronto. O avião já tinha percorrido quase metade do trajeto de quatro horas com 243 passageiros.

    Quando foi examinado, o serviço médico do aeroporto canadense concluiu que o homem não estava contagiado pelo coronavírus. A mentira ocasionou na prisão do canadense por vandalismo, motivo pelo qual será julgado em 9 de março.

    Mais:

    Circula informação falsa sobre 1º caso de novo coronavírus no Equador
    Após 3º caso de coronavírus, Índia tratará chineses que não colaborarem como 'criminosos'
    Cruzeiro com 3.500 pessoas a bordo entra em quarentena por coronavírus no Japão (VÍDEO)
    Tags:
    contágio, Canadá, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar