18:49 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    11233
    Nos siga no

    Um navio de guerra norte-americano passou recentemente perto do mar territorial venezuelano, mas se retirou após ser avisado pela Marinha da nação sul-americana, afirmou presidente venezuelano Nicolás Maduro.

    "Há alguns dias, um navio de guerra americano começou a passear pela fronteira, e os oficiais da Marinha [venezuelana] pediram autorização imediata para ir atrás dele e avisá-lo que não poderia entrar no mar territorial venezuelano, e eu, através do Comandante Estratégico Operacional, dei ordem para tomar todas as medidas para exercer nossa soberania marítima, foi assim que foi feito e o navio partiu", disse o presidente em uma rede de rádio e televisão.

    Maduro pediu aos militares que tivessem "nervos de aço" e o máximo cumprimento do dever para exercer a soberania e independência do país.

    Além disso, o líder bolivariano acredita que seu homólogo colombiano, Iván Duque, está financiando e treinando um grupo de mercenários na Colômbia para atacar unidades militares venezuelanas.

    Ações de bandeira falsa

    O chefe de Estado venezuelano advertiu que em pouco tempo as agências de segurança venezuelanas irão capturar e punir esses grupos de acordo com o sistema de justiça do país caribenho.

    "Na Venezuela queremos paz, não o terrorismo de Iván Duque, independência, paz e dignidade", disse Maduro.

    Em várias ocasiões, o governo venezuelano culpou a Colômbia por preparar ataques de bandeira falsa, ou seja, passando-se por grupos armados.

    Militares venezuelanos fazem cordão de isolamento na ponte Simón Bolívar, que conecta a Venezuela com a Colômbia
    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Militares venezuelanos fazem cordão de isolamento na ponte Simón Bolívar, que conecta a Venezuela com a Colômbia

    No início de setembro de 2019, Maduro ativou o alerta laranja, na fronteira venezuelana com a Colômbia, em resposta a supostas ameaças de ações de bandeira falsa contra sua nação.

    Mais:

    Pompeo compara Venezuela com URSS e diz que a hora de Maduro 'está chegando'
    Maduro diz que Venezuela está pronta para diálogo direto com EUA
    Maduro afirma ter sabido com antecedência da preparação de golpe de Estado na Venezuela
    Tags:
    Iván Duque, EUA, navio de guerra, Nicolás Maduro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar