10:44 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    15260
    Nos siga no

    O Departamento de Defesa dos EUA elevou para 64 o número de soldados feridos durante a ofensiva iraniana contra bases utilizadas pelas tropas norte-americanas no Iraque.

    "Até agora, 64 militares dos EUA foram diagnosticados com traumatismo cranioencefálico, mais 14 que o informado anteriormente", informa comunicado emitido em 30 de janeiro.

    De acordo com o Pentágono, 39 militares afetados já retornaram ao serviço, conforme o portal Military.com. 

    "Na realidade, seguiremos monitorando eles durante o resto de suas vidas e continuaremos fornecendo o tratamento necessário", cita o comunicado do chefe do Estado-Maior Conjunto, general Mark Milley.

    No dia 8 de janeiro, o Exército iraniano bombardeou com mísseis duas bases utilizadas pelas tropas norte-americanas no Iraque, em represália pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

    O Comando Central dos EUA (CENTCOM) inicialmente reconheceu que 11 militares norte-americanos com sintomas de traumatismo cranioencefálico foram transferidos para avaliação médica e tratamento. Posteriormente, esse número foi elevado.

    Mais:

    Pentágono diz que tropas dos EUA no Iraque são 'força do bem' após Parlamento votar para expulsá-las
    NYT: militares dos EUA retomam operações conjuntas com Iraque após morte de Soleimani
    Americanos poderiam impedir compra de S-400 pelo Iraque?
    Tags:
    EUA, soldados, ofensiva, ataques, Iraque, base aérea
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar