15:28 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2221
    Nos siga no

    O estado de Nevada segue sua batalha contra o transporte secreto de armas de plutônio do Departamento de Energia para áreas em torno de Las Vegas, segundo advogados do governo norte-americano.

    Nevada quer que um juiz federal ordene a remoção do material altamente radioativo e emita uma ordem proibindo qualquer novo carregamento. Além disso, o estado alega que o carregamento foi transportado ilegalmente para burlar as objeções estaduais.

    Na ocasião, o Departamento de Energia prometeu não transportar plutônio para Nevada, além de retirar o material já existente na região, segundo a agência de notícias AP.

    De acordo com o procurador-geral do estado, Aaron Ford, o governo realizou uma "operação secreta de contrabando de plutônio", contudo, o tribunal dos EUA afirmou que não havia provas de perigo iminente à saúde ou ao meio ambiente.

    Nevada insiste que o governo dos EUA se negou diversas vezes a fornecer detalhes confidenciais necessários para caracterizar os riscos.

    Recentemente, os advogados de ambos os lados informaram que um juiz concordou com o processo para determinar as informações adicionais e o departamento fornecerá o solicitado ao estado de Nevada.

    O estado de Nevada afirma que a área está sendo utilizada como um "plano B", já que em 2017, em uma batalha jurídica contra o estado da Carolina do Sul, o departamento foi obrigado a retirar seu material da área antes de 2025, devido ao impacto causado ao ambiente, lixo radioativo e risco significativo.

    Com isso, o governo estaria removendo o plutônio da Carolina do Sul e transportando ilegalmente para Nevada.

    Mais:

    Pentágono pode fechar escritórios para reduzir custos de manutenção do F-35
    Pentágono está apreensivo com rápido desenvolvimento da Rússia e da China
    Pentágono possui VÍDEO secreto de encontro com OVNI, afirma Marinha dos Estados Unidos
    Tags:
    contrabando, energia, juiz, Nevada, carregamento, plutônio, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar