05:11 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 153
    Nos siga no

    A província de Ontario, no Canadá, reportou a ocorrência de "incidente" na Usina Nuclear de Pickering, mas que não haveria liberação anormal de radioatividade no local.

    Moradores da região receberam uma notificação de emergência, informando sobre um "incidente" na Usina Nuclear de Pickering, localizada a 20 km da cidade de Toronto, pouco depois das 7:30 da manhã do horário local.

    "Foi reportado um incidente na Usina de Geração de Energia Nuclear de Pickering. Não há liberação anormal de radioatividade na usina e os funcionários estão agindo para lidar com a situação", versa o comunicado.

    O comunicado foi enviado para os telefones dos moradores que vivem em um raio de 10 km da usina nuclear.

    "Aqueles que estejam próximos da Usina de Pickering não precisam tomar nenhuma medida de proteção neste momento", acrescentou o comunicado. 

    Não foram disponibilizadas informações adicionais sobre o "incidente". Os moradores foram instruídos a "manterem-se atualizados pela mídia local para mais informações e instruções". O alerta foi rapidamente disseminado nas redes sociais, nas quais usuários reclamam da falta de informações.

    Posteriormente, a Reuters reportou que, segundo a autoridade da província de Ontário, o alerta sobre o incidente teria sido acionado por engano. Portanto, não haveria perigo ao público.

    ​Atualização importante: o alerta sobre a Usina de Pickering foi enviado por engano. Não há perigo para o público ou para o meio ambiente.

    A Usina Nuclear de Pickering é uma das mais antigas do mundo e produz cerca de 15 por cento da energia elétrica consumida na província de Ontário.

    A falta de informação é ridícula. Isto é um abuso do sistema de alerta de emergência? Ou devemos estar todos nos preparando para a evacuação?

    Em 2014, água pesada radioativa teria vazado da usina. Em 2011, aproximadamente 17.000 litros de água desmineralizada vazaram das instalações da usina, sem prejuízo à saúde humana, reportou o canal local CTV News.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar