19:33 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    7232
    Nos siga no

    A Câmara dos Deputados dos EUA, controlada pelo Partido Democrata, aprovou uma resolução afirmando que o presidente Donald Trump deve buscar a aprovação do Congresso antes de iniciar novas ações militares contra o Irã.

    A resolução dos poderes de guerra não é vinculativa para o presidente e não exige sua assinatura. Mas a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, insistiu que a medida "tem dentes de verdade" porque "é uma declaração do Congresso dos Estados Unidos".

    A resolução "protegerá vidas e valores americanos '', limitando as ações militares de Trump, disse Pelosi. "O governo deve diminuir a escalada e evitar mais violências", disse Pelosi segundo a agência de notícias Associated Press. A presidente da Câmara dos Deputados também classificou o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani como um ato "provocativo e desproporcional''.

    A Câmara aprovou a medida com 224 votos favoráveis e 194 contrários. Apenas três membros do Partido Republicano, o mesmo de Trump, votaram em apoio da ação. E oito democratas votaram contra a resolução. 

    Uma proposta semelhante do senador Tim Kaine, do Partido Democrata, enfrenta um caminho mais difícil já que o Senado tem maioria republicana. 

    Mais:

    Rússia recusa apelo de Trump e apoia acordo nuclear com o Irã, afirma fonte
    Acordo nuclear com Irã morreu porque Europa não o salvou, diz deputado alemão
    Trump diz que aprovou novas sanções contra o Irã
    Qual o risco da crise entre EUA e Irã para o comércio exterior do Brasil?
    Menos sanções, mais negociações: China pede que EUA e Irã resolvam crise com diálogo
    Tags:
    Nancy Pelosi, Estados Unidos, Irã, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar