19:49 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    7414
    Nos siga no

    O ministro do governo da Bolívia, Arturo Murillo, anunciou nesta quarta-feira (8) que pediu à Interpol para ativar um mandado de prisão internacional contra o ex-presidente Evo Morales.

    Murillo disse que Morales entrou para a lista vermelha da Interpol, mas até a publicação desta reportagem o site da organização internacional não conta com o nome do ex-presidente em sua lista de procurados. 

    O homem forte da presidente interina Jeanine Áñez afirmou que o mandato foi expedido após a divulgação da informação que Morales poderia viajar ao Chile para participar de um evento de direitos humanos

    Desde que assumiu, o próprio Murillo afirmou que um de seus objetivos no cargo seria a "caçada" do ex-presidente. Para o ministro do governo da Bolívia, Morales deveria ficar trancafiado na prisão de alta segurança de Chonchocoro, perto de La Paz, junto com o argentino Facundo Molares Schoenfeld, ex-membro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), além de feridos e detidos durante os protestos de novembro de 2019.

    Mais:

    Justiça eleitoral da Bolívia autoriza participação de partido de Evo nas eleições
    Profecia de Fidel Castro sobre Bolívia estaria se concretizando?
    Governo interino da Bolívia convoca eleições para o dia 3 de maio
    Presidente interina da Bolívia considera 'apropriado' prolongar mandato de governo de fato
    Morales comenta corte de transmissão do canal russo RT na Bolívia: 'Isso é democracia?'
    Tags:
    Evo Morales, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar