19:16 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    221569
    Nos siga no

    O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, negou nesta segunda-feira (6) que as tropas estadunidenses deixarão o Iraque.

    Foi noticiado nesta segunda que Washington deixaria o Iraque após determinação do Parlamento local. A decisão foi informada por meio de carta obtida pela agência de notícias Reuters. 

    A tensão está alta no Oriente Médio após os Estados Unidos matarem o general iraniano Qassem Soleimani no Aeroporto Internacional de Bagdá em um ataque de drone. No mesmo incidente, Mahdi al-Muhandis, comandante-adjunto de um grupo de milícias xiitas iraquianas, também foi assassinado. 

    "Não houve nenhuma decisão de deixar o Iraque", disse Esper de acordo com a agência de notícias Associated Press. "Não sei o que é essa carta. Estamos tentando descobrir de onde vem, o que é. Mas não houve nenhuma decisão de deixar o Iraque, ponto final."

    O presidente do Estado-Maior Conjunto também negou a retirada das tropas do Iraque. Em entrevista à agência de notícias Reuters, o general Mark Milley disse: "[Carta] Mal formulada, implica retirada. Não é o que está acontecendo".

    Mais:

    Índios ligados no espaço: práticas astronômicas centenárias são achadas nos EUA
    'Não era general': Bolsonaro mostra alinhamento com os EUA ao falar de Soleimani
    Filha de Soleimani chama Trump de 'louco' e prevê 'dia sombrio' para EUA e Israel
    Carta vazada informa que EUA deixarão Iraque; Pentágono nega
    Tags:
    Irã, Iraque, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar