10:35 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    683
    Nos siga no

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse neste sábado (28) que os inimigos da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) estão na Colômbia, país que, segundo ele, financia ataques e um golpe contra a Venezuela. 

    "É da Colômbia onde se preparou, financiou e dirigiu, é de lá onde se urdiu toda conspiração para tentar desorganizar, enfrentar venezuelanos contra venezuelanos e encher o país de violência e impor um governo ilegítimo e um golpe de Estado", afirmou Maduro em cerimônia de mensagem de fim do ano à FANB, em Caracas. 

    O líder chavista chamou o presidente colombiano, Iván Duque, de "traidor", e disse que no país vizinho se encontravam os "inimigos" do exército da Venezuela. 

    'O inimigo da Venezuela está em Bogotá'

    Maduro pediu ainda aos militares e altos oficiais que permanecessem em guarda "com muita força, com muita consciência" para ver que o "inimigo da Venezuela está em Bogotá". 

    No ato, Maduro também elogiou a lealdade das Forças Armadas ao governo. "Foi francamente arrasadora a vontade de lealdade demonstrada pela Força Armada Nacional Bolivariana à Constituição e a mim como comandante e chefe legítimo e constitucional da República Bolivariana da Venezuela", disse.

    O presidente agradeceu à FANB "por sua consciência, por seu amor, por sua lealdade, por sua vontade absoluta de pátria". Além disso, Maduro disse que as Forças Armadas sofreram sabotagens para "dividir e fraturar a coesão e moral" das tropas. 

    Caracas acusou por várias vezes a Colômbia de estar ao lado dos Estados Unidos para promover um golpe e derrubar Maduro.

    Mais:

    Jornal grava chanceler da Colômbia e embaixador acertando estratégias para derrubar Maduro
    'Quintal dos EUA': Washington ajudará governos latinos aliados a barrar protestos, diz Pompeo
    Venezuela acusa oposição de planejar ataque terrorista contra militares (VÍDEO)
    Venezuela: ataque contra base militar buscava criar pretexto para intervenção militar dos EUA
    Tags:
    EUA, conflito, Crise, exército, Nicolás Maduro, Iván Duque, Venezuela, FANB, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar