14:12 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2 0 0
    Nos siga no

    O presidente colombiano, Iván Duque, anunciou na quinta-feira (26) um aumento no salário mínimo de 6% para o próximo ano.

    "Tomamos a decisão de assinar o decreto de aumento do salário mínimo, faremos o mesmo do ano passado, o aumento de 6% no salário mínimo e o aumento de 6% no auxílio-transporte", afirmou Duque.

    O presidente da Colômbia também prometeu que o governo "fará um esforço" com o setor privado e o Congresso para aprovar um pagamento adicional para a maioria dos trabalhadores, com o objetivo de que o salário mínimo exceda um milhão de pesos.

    Por sua parte, o presidente da Central Unitária dos Trabalhadores, Diógenes Orjuela, disse que o aumento de 6% é uma "zombaria do presidente com os pobres".

    "Grande ridículo do governo e dos empresários com 20.000 pesos, não atingindo um milhão. Eles vão explicar que seus lucros e sua sede insaciável de riqueza não podem ser usados ​​para reduzir a pobreza e a desigualdade que nos coloca em um lugar vergonhoso no mundo?", disse o sindicalista. 

    Desde novembro, governo, trabalhadores e empresários realizaram encontros de negociação após uma série de manifestações e protestos

    Os empresários defendiam que o reajuste salarial deveria ser de 5%, enquanto as centrais sindicais defendiam um reajuste de 8,1%. O salário mínimo atual é de 828.116 pesos, cerca de US$ 248.

    Mais:

    Colômbia deporta 59 venezuelanos por serem possíveis comprometedores da 'segurança nacional'
    Colômbia: manifestantes marcam novo ato após morte de estudante
    O que está por trás dos protestos na Colômbia?
    Maduro diz que Colômbia e EUA preparam atos de provocação na fronteira venezuelana
    Manifestantes tomam ruas de Bogotá em meio a nova greve na Colômbia (VÍDEO)
    Tags:
    protestos, Iván Duque, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar