14:25 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    503
    Nos siga no

    O Comando Cibernético dos EUA está desenvolvendo táticas de guerra de informação para atingir oficiais e oligarcas da Rússia a fim de prevenir uma possível interferência de Moscou na campanha presidencial de 2020.

    A revelação foi feita na quarta-feira (25) pelo jornal The Washington Post. Segundo publicou o jornal, as táticas provavelmente não teriam como alvo o presidente da Rússia, Vladimir Putin, já que tal medida poderia ser considerada provocativa demais.

    A fonte do jornal disse na quarta-feira que a ideia era demonstrar que os dados pessoais das autoridades russas poderiam ser atingidos em caso de tentativa de interferência na campanha de 2020. As autoridades dos EUA se recusaram a comentar o assunto.

    Os EUA acusaram repetidamente a Rússia de interferir na campanha presidencial de 2016, que terminou com a vitória do atual presidente norte-americano, Donald Trump.

    Moscou refutou tais acusações desde o início, dizendo que as alegações dos EUA são invenções usadas como pretexto para a derrota do candidato democrata e para desviar a atenção do público de problemas internos.

    Mais:

    'Caça às bruxas': Trump afirma que investigação de Mueller é baseada em fraudes
    Investigação de Mueller sobre suposta interferência russa pode acabar em Israel
    Trump ataca investigação de Mueller: 'Maior farsa política de todos os tempos'
    Casa Branca pede americanos que 'sigam em frente' após fim da investigação de Mueller
    Tags:
    Moscou, Donald Trump, The Washington Post, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar