04:59 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    481
    Nos siga no

    As autoridades chilenas confirmaram a descoberta de restos de corpos na área onde o avião Hércules C-130 da Força Aérea do Chile desapareceu com 38 pessoas a bordo em direção à Antártida.

    Na quarta-feira (11), um navio chileno encontrou fragmentos que poderiam pertencer à aeronave desaparecida, a 30 quilômetros do ponto de último contato com o C-130 da Força Aérea chilena.

    Segundo o prefeito da região de Magalhães, José Fernández, os corpos foram encontrados flutuando no estreito de Drake, a 40 quilômetros da área onde a conexão foi interrompida.

    "Esta descoberta de destroços do avião e de alguns corpos foi posterior à descoberta das esponjas [do tanque de combustíve]. Foi localizado pelo navio brasileiro que estava na área e também foi relatado pelo presidente [Jair] Bolsonaro em seu Twitter", disse Fernández durante transmissão ao Canal 24 Horas.

    Os destroços foram descobertos por um avião da Força Aérea chilena envolvido na operação de resgate.

    "De acordo com minhas informações, todos os corpos encontrados foram levados para bordo de um navio brasileiro na zona de acidente", acrescentou.

    O presidente Jair Bolsonaro noticiou anteriormente que o navio polar Almirante Maximiano, da Marinha brasileira, encontrou peças e objetos que eventualmente pertenceriam ao avião C-130 Hércules, que desapareceu no oceano.

    Avião de transporte aéreo,C-130 Hércules, da Força Aérea americana na Conferência Internacional de armamentos e equipamentos militares na base da Força Aérea africana em Pretória
    © Sputnik / Valeriy Melnikov
    Avião de transporte aéreo,C-130 Hércules, da Força Aérea americana na Conferência Internacional de armamentos e equipamentos militares na base da Força Aérea africana em Pretória

    Os fragmentos estavam a 518 quilômetros de Ushuaia, a província mais austral da Argentina, e duas lanchas do navio continuam coletando fragmentos na área, coordenando suas ações com as autoridades chilenas.

    Tragédia aérea

    O C-130 Hércules, da Força Aérea chilena, perdeu a comunicação durante a noite de segunda-feira (9), ao dirigir-se para uma base na Antártida com 38 pessoas a bordo -17 tripulantes e 21 passageiros. O avião estava transportando pessoal para manter o oleoduto que fornece combustível para uma das bases.

    Dois navios mercantes e duas embarcações da Marinha do Chile, junto com 13 aeronaves, incluindo dois C-130 das Forças Aéreas da Argentina e do Uruguai participam da busca, enquanto os governos dos EUA, Rússia e Peru também prestaram assistência.

    Mais:

    Força Aérea do Chile reconhece queda de aeronave que seguia rumo à Antártica com 38 pessoas a bordo
    Navios do Chile e do Brasil acham possíveis destroços de C-130 desaparecido
    Sumiço do C-130: saiba possíveis causas de desaparecimento do avião chileno
    Tags:
    acidente aéreo, Chile, Hércules C-130, C-130
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar