01:14 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    551
    Nos siga no

    A fabricante norte-americana continua com dificuldades em colocar sua nova linha de jatos no mercado, já que o novo Boeing 777X teve sua fuselagem rompida durante um teste de pressão, conforme a agência de notícias AFP.

    A fuselagem da aeronave, que faz parte da nova linha de jatos da fabricante, rompeu completamente durante testes de pressão em setembro, mas o episódio foi omitido pela Boeing, segundo relatos de fontes à AFP.

    O que estava difícil ficou ainda mais complicado para a fabricante norte-americana, já que os testes teriam mostrado o quão fraca é a estrutura do 777X, tanto é que a porta de passageiros da aeronave explodiu quando a Boeing submeteu o corpo da aeronave a testes de pressão, para garantir a resistência dos materiais de construção.

    ​Fuselagem do Boeing 777X se rompeu durante teste de pressão, explodindo a porta de passageiro e danificando uma asa. 

    Fontes anônimas afirmam que a estrutura do corpo que suporta a porta também se rompeu durante os testes.

    "Havia uma estrutura ao redor da porta de saída que também explodiu durante os testes, o que significa que havia uma falha na estrutura", relata uma das fontes à AFP, ressaltando que uma das asas também ficou danificada.

    O resultado ruim fez com que a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) abrisse uma investigação para determinar as causas da falha, adicionou a mídia.

    Anteriormente, a Boeing já havia atrasado as entregas do 777X devido a problemas com seu novo motor General Eletric GE9X e com o design das asas, além da eletrônica.

    A Boeing está enfrentando uma grave crise desde os acidentes com o 737 Max, que causaram a morte de 346 pessoas.

    Mais:

    Acordo Boeing-Embraer é questionado por acionistas minoritários na Comissão Europeia
    Nova nave espacial da Boeing não é segura para a tripulação, diz cosmonauta
    'É questão de tempo até que algo grande aconteça a um 787', afirma ex-engenheiro da Boeing
    Tags:
    acidente, falha, Boeing, aeronave, teste, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar