14:42 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Macri durante a cúpula dos Brics, em 2018.

    Governo de Macri diz que queda de Evo Morales na Bolívia é constitucional

    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Américas
    URL curta
    81115
    Nos siga no

    O governo argentino de Mauricio Macri classificou a renúncia de Evo Morales na Bolívia neste domingo (10) como constitucional.

    "O governo argentino apela a todos os atores políticos e sociais bolivianos para preservar a paz e o diálogo social, enfatizando a importância de dirigir esse período de transição que foi aberto pelos canais institucionais estabelecidos pela Constituição deste país", afirmou o ministério das Relações Exteriores da Argentina em comunicado. 

    A chancelaria argentina também pontuou que a Bolívia deve trabalhar com seus vizinhos regionais e com grupos internacionais imparciais para garantir uma eleição transparente.

    A posição da gestão de Macri contrasta com a declaração do presidente eleito, Alberto Fernández, que classificou a renúncia de Morales como um "golpe de Estado". Fernández assume o cargo de presidente em 10 de dezembro. 

    Morales renunciou neste domingo após as Forças Armadas pedirem sua saída e semanas de protestos populares. 

    Mais:

    Evo Morales anuncia novas eleições na Bolívia
    Forças Armadas da Bolívia pedem renúncia de Evo Morales (VÍDEO)
    Evo Morales renuncia à Presidência da Bolívia
    Crise na Bolívia mostra necessidade de voto impresso, diz Bolsonaro
    Lula, Maduro, e Fernández denunciam 'golpe de Estado' na Bolívia; México oferece asilo
    Tags:
    Evo Morales, Mauricio Macri, Bolívia, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar