18:45 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Evo Morales, presidente da Bolívia (arquivo)

    Evo Morales denuncia tentativa de golpe de Estado na Bolívia

    © REUTERS / Cortesía de la Presidencia Boliviana
    Américas
    URL curta
    16286
    Nos siga no

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, denunciou uma tentativa de golpe de Estado no país após um motim de policiais que ocorreu em várias cidades.

    Morales apelou aos bolivianos para "cuidar pacificamente da democracia e da Constituição Política do Estado para preservar a paz e a vida como bens supremos acima de qualquer interesse político".

    Irmãos e irmãs, a nossa democracia está em risco por causa do golpe de Estado que foi posto em marcha por grupos violentos que põem em risco a ordem constitucional. Denunciamos perante a comunidade internacional este atentado contra o Estado de Direito.

    "A unidade do povo será a garantia para o bem-estar da Pátria e a paz social", sublinhou o presidente boliviano.

    Por sua vez, o partido do governo Movimento ao Socialismo (MAS) convocou os militantes do partido político para manter uma "posição firme e mobilização permanente".

    O governo da Bolívia desmentiu que tenha ocorrido a mobilização de militares após surgimento de uma série de motins da polícia em vários departamentos na noite de 8 de novembro.

    Após a vitória nas eleições presidenciais do atual presidente da Bolívia, Evo Morales, o líder da oposição, Carlos Mesa, não reconheceu os resultados e pediu um 2º turno. Após a recusa da comissão eleitoral, os apoiadores de Mesa saíram às ruas e provocaram manifestações violentas.

    Mais:

    Fraude por trás da ideia de fraude: ministro da Justiça da Bolívia explica desestabilização no país
    Helicóptero de Evo Morales realiza aterrissagem de emergência na Bolívia (VÍDEOS)
    Tags:
    Evo Morales, motim, manifestações, golpe de Estado, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar