14:42 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente norte-americano Donald Trump em coletiva de imprensa na Casa Branca, em 9 de Outubro de 2019

    EUA comunicam à ONU saída oficial do Acordo de Paris; processo deve levar 1 ano

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    534
    Nos siga no

    Na segunda-feira (4), o governo dos Estados Unidos enviou notificação à Organização das Nações Unidas (ONU) oficializando a saída do país do Acordo de Paris.

    A notificação é o primeiro passo para a saída do acordo e o processo ainda deve levar mais um ano. A saída do acordo foi anunciada ainda em 2017 pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

    A ONU confirmou a notificação e apontou que os EUA deixarão o acordo oficialmente em 4 de novembro de 2020. O acordo foi assinado pelos EUA em 2016.

    O início da saída oficial foi anunciado na segunda-feira (4) pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, através de sua conta no Twitter:

    Hoje iniciamos o processo formal de saída do Acordo de Paris. Os EUA estão orgulhosos de nosso histórico como liderança mundial na redução de todas as emissões, promovendo a resistência, desenvolvendo nossa economia e garantindo energia a nossos cidadãos. O nosso é um modelo realista e pragmático.

    Tentativa de conter o aquecimento global

    O Acordo de Paris foi criado em 2015 trazendo metas aos países signatários com o objetivo de conter o aquecimento global. A acordo pretende manter a elevação da temperatura do planeta abaixo de 2ºC, tentando o limite de 1,5ºC.

    Dentre os países signatários, os países ricos financiam o processo com US$ 100 bilhões ao ano. Os compromissos serão revistos a cada 5 anos.

    Mais:

    Aquecimento global pode ser novo inimigo dos caças F-35, diz mídia
    Confirmado: Trump anuncia que EUA estão fora do Acordo de Paris
    Milhares poderão morrer nos EUA se o aquecimento global não for travado, afirma estudo
    Tags:
    Mike Pompeo, ONU, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar