11:12 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Secretário de Estado dos EUA Mike Pompeo

    Secretário de Estado dos EUA ataca China: 'Diferenças fundamentais entre nossos sistemas'

    © AP Photo / Phil Nijhuis
    Américas
    URL curta
    10217
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, atacou a China nesta quarta-feira (30), acusando o Partido Comunista Chinês de adotar políticas hostis e que são contrárias aos interesses dos EUA.

    Ele também criticou as administrações estadunidenses anteriores, inclusive o ex-presidente Richard Nixon por buscar uma acomodação com Pequim e ignorar diferenças nos sistemas políticos dos dois países. 

    Os comentários de Pompeo foram o segundo discurso severamente crítico sobre a China de um alto funcionário do governo Trump em uma semana. O vice-presidente Mike Pence fez uma crítica semelhante à China na última quinta-feira. Os discursos ocorrem enquanto a China e os EUA tentam finalizar um acordo comercial parcial, informa a agência de notícias AP.

    "Não é mais realista ignorar as diferenças fundamentais entre nossos sistemas e o impacto que essas diferenças podem ter nos Estados Unidos", afirmou Pompeo em discurso ao conservador Instituto Hudson, em Nova York. Ele disse que a China deve ser confrontada ao invés de enfrentada em várias frentes, incluindo suas práticas comerciais, seu histórico de direitos humanos e sua agressividade no mar do sul da China e contra Taiwan.

    "Fizemos tudo o que pudemos para acomodar a ascensão da China, na esperança de que a China comunista se tornasse mais livre, orientada para o mercado e, finalmente, democrática", disse ele. "Fizemos isso por um longo tempo."

    Pompeo afirmou que vários presidentes, consultores, analistas, acadêmicos e historiadores falharam em entender os riscos que Pequim representa para Washington. Isso está mudando sob o governo Trump, previu o secretário de Estado dos EUA.

    Mais:

    EUA e a China chegaram a um entendimento sobre suas relações comerciais, diz assessor de Trump
    Visita de Bolsonaro à China: que rumo está tomando parceria com gigante asiático?
    Avião tem asa danificada após atingir poste na China (FOTOS)
    Analistas chineses avaliam 'mar de oportunidades' proposto por Bolsonaro à China
    Analistas esclarecem: Trump está usando protestos em Hong Kong para negociar com a China?
    Rússia, China e Índia criarão alternativa ao SWIFT para conectar 3 bilhões de pessoas
    Tags:
    Mike Pompeo, Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar