14:25 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Foguete portador Falcon-9 lançado com a espaçonave de carga Dragon a partir de cabo Canaveral

    EUA voltam a lançar foguetes portadores com trajetória passando sobre Cuba

    © Foto/ Twitter/Christina H Koch
    Américas
    URL curta
    7428
    Nos siga no

    Em março de 2020, pela primeira vez após meio século, os EUA planejam lançar um foguete portador cuja trajetória passará sobre o território de Cuba, informa o site NASA Space Flight.

    Os serviços de imprensa da SpaceX e da Força Aérea dos EUA, citados pelo site NASA Space Flight, informam que, em março de 2020, está planejado colocar em órbita o satélite argentino de observação da Terra SAOCOM 1B, por meio do foguete portador Falcon-9. O lançamento será realizado a partir da base espacial de cabo Canaveral e a trajetória do voo passará sobre o território de Cuba.

    O foguete Falcon-9 será equipado com um sistema automático de autodestruição caso haja desvio da trajetória planejada de voo.

    Não se sabe se os EUA realizaram consultas com Cuba sobre a questão.

    Queda do foguete portador Thor

    Nos anos 1960, os EUA lançaram foguetes com satélites a partir da base espacial de cabo Canaveral (estado de Flórida) em direção ao sul, para colocação de satélites em órbitas polares. No entanto, durante um desses lançamentos, em novembro de 1960, devido a um acidente, destroços do segundo estágio do foguete Thor caíram sobre Cuba, provocando um escândalo internacional.

    Para evitar tais acidentes, a maior parte dos lançamentos foi transferida para a base aérea de Vandenberg (estado da Califórnia). No caso de lançamentos episódicos em direção sul a partir do cabo Canaveral, até o fim dos anos 1960 a trajetória de voo foi mudada para sobrevoar o mínimo possível do território de Cuba.

    Lançamento do Falcon-9 (foto de arquivo)
    © AP Photo / John Raoux
    Lançamento do Falcon-9 (foto de arquivo)

    Em dezembro de 2017, a Força Aérea dos EUA propôs efetuar lançamentos no "corredor sul" a partir de cabo Canaveral, mas até agora nenhum dos operadores de serviços de lançamentos utilizou esta variante. Assim, o lançamento do SAOCOM 1B usará esse corredor pela primeira vez desde os anos 60.

    Mais:

    Contabilizados danos econômicos das últimas sanções dos EUA contra Cuba
    'Melhora nas relações entre EUA e Cuba é irreversível, mesmo com Trump', diz chanceler
    Miguel Díaz-Canel é eleito presidente de Cuba
    Tags:
    órbita, Espaço, Cuba, EUA, mísseis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar