08:15 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Alberto Fernández, candidato à presidência argentina

    Embaixadores dos EUA e Reino Unido se preocupam com Alberto Fernández, diz mídia

    © REUTERS / Agustin Marcarian
    Américas
    URL curta
    17376
    Nos siga no

    Agenda externa do candidato da oposição argentina à presidência, Alberto Fernández, é motivo de preocupação para os embaixadores americano e britânico em Buenos Aires, disse o portal argentino Infobae.

    A preocupação de ambos teria sido sentida durante um encontro de empresários com os embaixadores dos Estados Unidos e Reino Unido, Edward Prado e Mark Kent, respectivamente.

    O motivo central da preocupação seriam os planos que Fernández tem para a política externa de seu país.

    Segundo noticiou o portal Infobae, Fernández pretende tirar a Argentina do Grupo de Lima por não concordar com a abordagem do grupo à questão da Venezuela.

    É válido lembrar que o grupo é um foro americano formado pela Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru.

    Ainda em 25 de agosto, Fernández fez uma declaração contrária à visão do Grupo de Lima em relação ao governo de Maduro.

    "As ditaduras não têm origem democrática. Isso não é o caso da Venezuela", publicou a fala do candidato o portal Perfil.

    Enquanto o foro americano culpa Maduro por usurpar o poder, Fernández adotou um tom mais brando e conciliatório em relação à Venezuela.

    Esfriamento das relações

    Ainda segundo o Infobae, os EUA e o Reino Unido temem um esfriamento de suas relações com a Argentina.

    Durante os anos da administração Macri, o país sul-americano fortaleceu seus laços econômicos com as nações do norte, ao passo que evitou lutar pela soberania argentina sobre as Ilhas Malvinas.

    Por sua vez, Fernández já deu a entender que pretende retomar a luta pela soberania sobre o arquipélago.

    Mais:

    Argentina reconhece embaixadora de Guaidó reforçando ruptura com Maduro
    Eleições argentinas poderão resultar em investimentos bilionários russos no país, diz especialista
    Carapaça de 'tatu gigante' de 10.000 anos é achada na Argentina (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    Alberto Fernández, Reino Unido, Estados Unidos, Argentina, Malvinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar