22:09 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Donald Trump, presidente dos EUA, e Xi Jinping, presidente da China

    Trump anuncia 'maior acordo na história' com a China para agricultores dos EUA

    © AP Photo / Andrew Harnik
    Américas
    URL curta
    233613
    Nos siga no

    Presidente Donald Trump postou no Twitter que está celebrando um acordo comercial parcial firmado com Pequim, apresentando-o como o "melhor e maior acordo jamais feito" para os agricultores americanos.

    Donald Trump anunciou neste sábado (12) através de sua conta no Twitter que ele assinou um acordo comercial de grande importância com Pequim.

    O acordo que acabo de fazer com a China é, de longe, o melhor e maior acordo alguma vez feito para os nossos Grandes Agricultores Patriotas na história do nosso País. De fato, coloca-se a questão de saber se esta quantidade de produto pode ou não ser produzida? Os nossos agricultores vão descobrir. Obrigado, China!

    Ele também referiu outros aspectos do acordo que, de acordo com Trump, incluem tecnologia, serviços financeiros e a venda de aeronaves Boeing por US$ 16-20 bilhões.

    Acordo 'muito substancial'

    As delegações comerciais dos EUA e da China chegaram a um acordo "muito substancial na primeira fase" na sexta-feira (11), abrangendo propriedade intelectual, serviços financeiros e produtos agrícolas.

    Embora o próprio acordo possa levar várias semanas para ser finalizado, os aumentos tarifários planejados para os produtos chineses foram arquivados e Pequim concordou em comprar entre US$ 40 bilhões e US$ 50 bilhões em produtos agrícolas americanos.

    "Demoramos muito tempo para chegar aqui, mas vai ser ótimo para a China e ótimo para os EUA", disse Trump em 11 de outubro na Sala Oval após uma reunião com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He.

    Além disso, Trump havia prometido assinar o acordo comercial com a China sem a aprovação do Congresso dos EUA, caso ambas as potências mundiais chegassem a um acordo.

    As notícias provocaram efeito positivo imediato nas bolsas de valores dos Estados Unidos, com Dow Jones Industrial Average subindo quase 500 pontos alguns minutos antes do fechamento. Quando ficou claro que o acordo só será concluído em novembro, os investidores começaram a recuar um pouco. Dow Jones encerrou ainda assim com uma alta de 318,83 pontos.

    Mais:

    Trump alerta China para não esperar até 2020 para acertar acordo comercial com os EUA
    Trump critica práticas comerciais da China e promete 'derrotar' Pequim
    Trump quer concluir acordo nuclear com Rússia e China, diz mídia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar