05:17 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Protestos em Equador contra reformas de Lenín Moreno, 3 de outubro de 2019

    Equador transfere sede do governo de Quito para Guayaquil

    © REUTERS / Ivan Castaneira
    Américas
    URL curta
    340
    Nos siga no

    O presidente do Equador, Lenín Moreno, decidiu nesta segunda-feira (8) transferir a sede do governo da capital Quito para a cidade costeira de Guayaquil após protestos que ocorreram perto do Palácio Carondelet.

    A medida foi anunciada durante um pronunciamento de Moreno transmitido por rádio e televisão.

    O presidente equatoriano culpou "por tentativa de desestabilizar seu governo" seu antecessor, Rafael Correa, e também o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

    Mais cedo, o governo esvaziou o Palácio Carondelet e retirou todos os funcionários e jornalistas que cobrem o Executivo.

    O Equador vive dias de tensão quando protestos tomaram a cidade por mais de cinco dias por conta do forte aumento nos preços dos combustíveis.

    Estimativas apontam que já são 14 feridos e 477 detidos, segundo a ministra do Interior, Paula Romo.

    Mais:

    Presidente do Equador declara estado de emergência após fortes protestos
    Pelo menos 350 pessoas foram detidas durante violentos protestos no Equador
    Movimentos indígenas bloqueiam estradas no Equador contra pacote do governo
    Tags:
    protesto, Lenín Moreno, Equador
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar