14:13 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Mercedes Aráoz, agora ex-presidente em exercício do Peru

    Horas após assumir cargo, vice anuncia renúncia da presidência do Peru

    © REUTERS / Andrea Verdelli
    Américas
    URL curta
    232
    Nos siga no

    A vice-presidente peruana Mercedes Aráoz, nomeada chefe de Estado em exercício depois que o presidente Martin Vizcarra foi declarado temporariamente impedido de governar, renunciou na madrugada da quarta, pedindo eleições gerais urgentes.

    Na segunda-feira (30), Vizcarra dissolveu o Congresso dominado pela oposição no país depois que os parlamentares boicotaram seus pedidos de reforma do Tribunal Constitucional e elegeram um novo membro do tribunal, que supostamente é parente do presidente do Congresso.

    Vizcarra interpretou a medida como uma moção de desconfiança e dissolveu o Legislativo, que, por sua vez, declarou-o temporariamente inapto a governar e nomeou Aráoz como presidente interina.

    "Anuncio minha decisão de deixar o cargo de segunda vice-presidente da República [...] A principal razão da minha demissão está no fato de a ordem constitucional ter sido violada no Peru. Espero que, como resultado da minha demissão, uma eleição geral será realizada dentro de um prazo muito curto para o benefício do país", escreveu Aráoz no Twitter.

    Aráoz especificou que sua renúncia significou que ela também renunciou ao cargo de presidente em exercício.

    "Acredito que não há condições mínimas para cumprir as obrigações que o Congresso da República me confiou", acrescentou Aráoz.

    Ela também enfatizou que sempre priorizou as leis de defesa e seus próprios princípios, não interesses pessoais ou popularidade.

    A eleição geral no Peru está programada para 26 de janeiro de 2020.

    Mais:

    Defensoria do Peru pede convocação de nações da Amazônia contra incêndios
    Descobertas no Peru ossadas do maior sacrifício de crianças do mundo
    Equador propõe organizar Copa do Mundo de 2030 com Colômbia e Peru
    Tags:
    eleições, crise política, política, Congresso, dissolução, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar