19:29 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, inspeciona muro da fronteira entre EUA e México em construção na cidade fronteiriça de Otai Mesa, Califórnia, EUA, 18 de setembro de 2019

    EUA: Trump denuncia inquérito de impeachment como 'golpe'

    © REUTERS / Tom Brenner
    Américas
    URL curta
    413
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, denunciou na noite desta terça-feira o inquérito de impeachment que investiga os seus esforços para encontrar irregularidades de um rival político como sendo um "golpe".

    "À medida que acompanho cada vez mais a cada dia, chego à conclusão de que o que está acontecendo não é um impeachment, é um golpe", escreveu Trump em sua página no Twitter.

    O Congresso norte-americano está investigando a denúncia de que Trump pediu um favor ao presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, para ajudar a investigar o ex-vice-presidente Joe Biden e seu filho.

    Hunter Biden trabalhou para uma companhia de gás ucraniana. O objetivo do atual presidente estadunidense seria prejudicar a futura campanha do rival nas eleições do ano que vem.

    Segundo os democratas, a atitude de Trump colocou em perigo a segurança nacional e a integridade do pleito para presidente. A conversa com Zelensky aconteceu pouco depois dos EUA congelarem quase US$ 400 milhões em ajuda para a Ucrânia, o que motivou acusações de que Trump utilizou o corte para se favorecer politicamente nas eleições presidenciais de 2020.

    Os democratas afirmam que os advogados da Casa Branca ordenaram para que os registros da ligação fossem retirados do sistema onde normalmente ficam para um que armazena informação confidencial.

    O caso Ucrânia levou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, a aceitar o pedido de abertura de impeachment contra Trump. A Casa possui maioria democrata, mas o Senado dos EUA hoje tem maioria de republicanos.

    Mais:

    Democratas querem ter acesso a ligações de Trump com Putin e outros líderes
    'Melhora nas relações entre EUA e Cuba é irreversível, mesmo com Trump', diz chanceler
    Pompeo bate de frente com Congresso dos EUA em caso Trump-Ucrânia
    Tags:
    diplomacia, eleições, impeachment, Nancy Pelosi, Vladimir Zelensky, Joe Biden, Donald Trump, Ucrânia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar