06:31 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Furacão Dorian se aproxima da costa dos Estados Unidos

    NASA publica VÍDEO do furacão Dorian visto do espaço

    © AFP 2019 / NOAA
    Américas
    URL curta
    160
    Nos siga no

    A agência espacial estadunidense publicou na sua página oficial no Instagram um vídeo curto mostrando o furacão Dorian que está atingindo os EUA.

    A legenda do vídeo diz que a vista foi captada de uma altitude de cerca de 418 quilômetros com uma câmera localizada no exterior da Estação Espacial Internacional.

    Посмотреть эту публикацию в Instagram

    Публикация от NASA (@nasa)

    O vídeo foi gravado em 2 de setembro às 11h27 (10h27 em Brasília) no momento em que o furacão estava sobre o noroeste das Bahamas.

    Tempestade de categoria mais alta

    O furacão Dorian chegou às ilhas Bahamas no domingo passado (1) e continua fustigando a região até agora. Segundo as informações dos serviços de emergência, durante esses dias o furacão provocou 5 mortes, danificou 13 mil edifícios, deixou sem abrigo cerca de 80% dos habitantes das ilhas Ábaco.

    Voluntários resgatam família das enchentes causadas pelo furacão Dorian, em Freeport, Bahamas, 3 de setembro de 2019
    © AP Photo / Ramon Espinosa
    Voluntários resgatam família das enchentes causadas pelo furacão Dorian, em Freeport, Bahamas, 3 de setembro de 2019

    Atualmente, a tempestade se tornou menos forte, passando da categoria 5 (categoria máxima da escala de furacões de Saffir-Simpson) no domingo para a categoria 3. No entanto, até agora o cataclismo representa um perigo sério. No momento, a velocidade do vento no epicentro do furacão, localizado a 165 quilômetros a leste de Palm Beach, no estado da Flórida, atinge 195 quilômetros por hora.

    Mais:

    Cenas de ruína: furacão Dorian deixa rastro de destruição nas Bahamas
    Sobe para 7 o número de mortos pelo furacão Dorian nas Bahamas, diz premiê
    Raio superpotente é imortalizado em FOTO caindo em montanha na Eslovênia
    Tags:
    NASA, Bahamas, furacão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar