06:12 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Vegetação em chamas na floresta Amazônica

    Defensoria do Peru pede convocação de nações da Amazônia contra incêndios

    © AP Photo / Dario Lopez-Mills
    Américas
    URL curta
    290
    Nos siga no

    A Defensoria do Peru solicitou nesta sexta-feira (23) que o Executivo peruano convoque nações amazônicas para discutir os incêndios na Amazônia.

    O órgão estatal quer ativação da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) para lidar com os incêndios na região, segundo um comunicado publicado pela Defensoria.

    "A Defensoria pede ao Poder Executivo para liderar a ativação da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica [OTCA] para implementar ações conjuntas e contundentes para mitigar, remediar e prevenir novos desastres", afirmou.

    A Defensoria é um órgão estatal autônomo responsável por assegurar a proteção dos direitos fundamentais dos indivíduos, bem como pela supervisão do Estado.

    A OTCA é uma organização intergovernamental composta por Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela, que coordena os procedimentos do Tratado de Cooperação Amazônica (TCA).

    O ATT é um instrumento legal assinado em 1978, de natureza técnica, com o objetivo de promover o desenvolvimento harmonioso e integrado da bacia amazônica.

    A Defensoria afirma que o Executivo peruano faz o pedido "em face do desastre ambiental causado por milhares de incêndios que vêm ocorrendo na Amazônia e que estão afetando seriamente a população indígena, rural e urbana que habita nosso continente".

    Ato em defesa da Amazônia no Rio de Janeiro.
    © Sputnik / Thales Schmidt
    Ato em defesa da Amazônia no Rio de Janeiro.

    Por outro lado, foi solicitado que os Ministérios da Agricultura, Economia, bem como outros órgãos do governo "garantam o financiamento" do Plano de Prevenção e Redução de Riscos de Incêndios Florestais, aprovado pelo país no final de 2018.

    Da mesma forma, solicitou-se que o Executivo tome as medidas necessárias para garantir o bem-estar dos povos amazônicos localizados na fronteira leste, que foram afetados pela fumaça que vem da Amazônia brasileira.

    Nesta sexta-feira (23), o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, também pediu que o órgão aja, oferecendo seu país como sede de uma possível reunião de ministros representando as nações amazônicas.

    Mais:

    Ato pela Amazônia no Rio mira em Bolsonaro e Salles
    Vigília pela Amazônia movimenta zona histórica de Lisboa (FOTOS)
    Bolsonaro se pronuncia sobre Amazônia e é recebido com 'panelaços' pelo Brasil (VÍDEOS)
    Chanceler venezuelano convoca nações da Amazônia para discutir incêndios
    Tags:
    Jorge Arreaza, Peru, Colômbia, Bolívia, Guiana, Brasil, Venezuela, Equador, Suriname
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar