15:47 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Torres Gêmeas do World Trade Center (WTC) ardem depois do ataque terrorista, 11 de setembro de 2011 (foto de arquivo)

    Inteligência dos EUA avisa sobre 'mais um 9/11' após morte presumível de filho de Osama bin Laden

    © AP Photo / Marty Lederhandler
    Américas
    URL curta
    868
    Nos siga no

    No fim do mês passado, a mídia dos EUA, citando fontes anônimas, afirmou que Hamza bin Laden, filho do líder do grupo terrorista Al-Qaeda, estaria morto. No entanto, ainda não há informações claras.

    As fontes recusaram dar mais detalhes, e as autoridades dos EUA ainda não fizeram uma declaração oficial sobre o assunto.

    As agências de inteligência dos EUA estão se preparando para uma possível retaliação da Al-Qaeda (organização proibida na Rússia) após a alegada morte do filho de Osama bin Laden, segundo fontes não identificadas citadas pelo jornal The Mirror.

    "Existe uma vontade forte para fazer um novo 11 de setembro, o pesadelo de bin Laden está longe acabar – mesmo que seja provável que o único herdeiro terrorista possível do fundador tenha sido morto", afirmou uma das fontes.

    A fonte descreve Hamza como inexperiente "operacionalmente", mas adiciona que ele era "irresistível" como um descendente do mais famoso terrorista que o mundo conheceu.

    O terrorista mundial número um esperava que um dia seu filho "aceitasse o desafio de liderar Al-Qaeda, por isso o Ocidente ele não podia deixar que ele recolhesse apoios para uma nova e mais perigosa Al-Qaeda".

    Os comentários surgem depois de NBS News ter citado três funcionários dos EUA, em julho, que teriam informado que Hamza bin Laden está morto. Os representantes oficiais não deram mais detalhes sobre onde ou quando ele teria sido morto ou se os EUA teriam tido algum papel na morte dele.

    Hamza bin Laden no seu casamento (foto de arquivo)
    © AP Photo / CIA
    Hamza bin Laden no seu casamento (foto de arquivo)

    Hamza, que antes tinha apelado aos seguidores da Al-Qaeda para atacarem os EUA pelo assassinato de seu pai, era visto como o provável sucessor do chefe do grupo terrorista Ayman al-Zawahiri.

    O Departamento de Estado dos Estados Unidos, por sua vez, propôs um prêmio de US$ 1 milhão por informações sobre o paradeiro do filho de bin Laden.

    Osama bin Laden foi morto no dia 2 de maio de 2011 em Abbottabad, Paquistão, durante uma operação especial da tropa de elite da Marinha dos EUA, que se seguiu a uma caça ao homem que durou 10 anos. A operação foi iniciada como parte da resposta dos EUA à série de ataques nos EUA no dia 11 de setembro de 2001, nos quais cerca de 3.000 pessoas foram mortas.

    Mais:

    Diálogo entre Talibã e EUA no Qatar é realizado em formato bilateral
    Ao menos 11 combatentes do Talibã são mortos em operações no Afeganistão
    Rússia alerta sobre acampamentos terroristas de Daesh e Al-Qaeda na América Latina
    Tags:
    Al-Qaeda, terrorismo, 9/11, EUA, Osama bin Laden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar