10:13 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Vigília pelas vítimas do tiroteio em El Paso

    Ataque a tiros que matou 20 em El Paso será investigado como terrorismo doméstico

    © AP Photo / John Locher
    Américas
    URL curta
    322
    Nos siga no

    O tiroteio que matou 20 pessoas em uma movimentada área de compras de El Paso será tratado como um caso de terrorismo doméstico, disseram autoridades federais neste domingo (4).

    Um promotor de justiça local anunciou que irá pedir a pena de morte para o atirador e que ele "perdeu o direito de estar entre nós".

    O ataque na manhã de sábado foi seguido menos de um dia depois por outro tiroteio que matou nove pessoas em Dayton, Ohio. Esse atirador foi morto pela polícia. Juntos, os dois assaltos feriram mais de 50 pessoas, algumas delas criticamente, e chocaram até mesmo uma nação que se acostumou a espasmos regulares de violência armada.

    Investigadores tentam saber se o ataque de El Paso foi um crime de ódio após a descoberta de que o atirador publicou mensagens racistas pouco antes do crime. Detetives procuraram determinar se as mensagens foram escritas pelo atirador que foi preso.

    El Paso é uma cidade central na discussão sobre imigração e tem 680 mil habitantes, a maioria delas é latina. 

    Usando um rifle, o atirador de El Paso abriu fogo em uma área lotada com cerca de 3 mil pessoas durante a movimentada temporada de compras de volta às aulas.

    Mais:

    Trump: EUA e Rússia celebrarão acordo nuclear em algum momento
    Trump diz considerar bloqueio à Venezuela
    Melhores fotos da semana em que mosca surpreendeu presidente Donald Trump em discurso
    Trump: tiroteio em El Paso foi 'terrível'
    'Ato de covardia', diz Trump após confirmação de 20 mortes em El Paso
    Tags:
    Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar