15:38 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente Jair Bolsonaro, do Brasil, discursando na Câmara de Comércio em Washington, em 18 de março de 2019

    Bolsonaro lamenta tiroteios nos EUA e diz que desarmamento não é solução

    © AP Photo / Susan Walsh
    Américas
    URL curta
    17822
    Nos siga no

    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, lamentou hoje, em conversa com jornalistas, a ocorrência de tiroteios em massa nos Estados Unidos neste final de semana. Mas, para ele, reduzir o número de armas em circulação não seria uma medida indicada para evitar tragédias como essas.

    Em El Paso, no Texas, e em Dayton, Ohio, dois atiradores mataram 29 pessoas e deixaram mais de 50 feridas em ataques realizados na tarde de ontem e na madrugada deste domingo, levantando mais uma vez as discussões sobre a posse e o porte de armas nos EUA, país marcado por incidentes desse tipo. 

    ​Para o chefe de Estado brasileiro, desarmar a população não seria uma resposta adequada para esse problema, já que episódios parecidos também já aconteceram no Brasil, onde o acesso legal a armas de fogo não é tão facilitado como nos Estados Unidos.

    "Lamento, já aconteceu no Brasil também. Lamento. Agora, não é desarmando o povo que você vai evitar isso aí. O Brasil é, no papel, extremamente desarmado e já aconteceu coisa semelhante aqui no Brasil", afirmou o presidente durante conversa com a imprensa em Brasília, citado pelo G1.

    Mais:

    Brasileiro é contra porte de armas e a favor da pena de morte
    Bolsonaro decide revogar decreto sobre porte de armas
    Especialista: liberalização de armas no Brasil deixará legado sombrio para próximas gerações
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Brasília, Ohio, Dayton, Texas, El Paso, EUA, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar