11:09 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA Donald Trump durante cerimônia para comemorar o 75º aniversário do Dia D, Normandia, França, 6 de junho de 2019

    'Ato de covardia', diz Trump após confirmação de 20 mortes em El Paso

    © AP Photo / Alex Brandon
    Américas
    URL curta
    1035

    O presidente dos EUA, Donald Trump, chamou o tiroteio na cidade de El Paso de ato covarde e odioso.

    No sábado (3), um atirador abriu fogo em um Walmart dentrod e um centro comercial, na cidade de El Paso.

    Segundo as informações mais recentes, 20 pessoas foram mortas e outras 26 ficaram feridas no tiroteio.

    Segundo a polícia local, o crime pode ser classificado como um crime de ódio. O atirador foi identificado como um homem branco de 21 anos pelo chefe de polícia de El Paso, Greg Allen. Mais tarde a mídia dos EUA publicou o nome do atirador, Patrick Crussius.

    "O tiroteio de hoje em El Paso, Texas, não foi apenas trágico, foi um ato de covardia. Eu sei que estou ao lado de todos neste país ao condenar o ato odioso de hoje. Não há razões ou desculpas que justifiquem matar pessoas inocentes", disse Trump em sua conta oficial no Twitter.

    O presidente dos EUA acrescentou que ele e a primeira-dama, Melania Trump, estavam direcionando seus pensamentos e também suas orações ao povo do Texas. Anteriormente, Trump havia classificado o incidente como 'terrível'.

    Mais:

    Suposto atirador causa tumulto em El Paso, nos EUA
    Trump: tiroteio em El Paso foi 'terrível'
    Governador confirma 20 mortes em centro comercial dos EUA e atirador é preso
    Tags:
    Texas, Donald Trump, El Paso, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar