12:51 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Amado Boudou, ex-vice-presidente da Argentina

    Argentina confirma condenação de ex-vice-presidente

    © AP Photo / Moises Castillo
    Américas
    URL curta
    311

    Um tribunal federal confirmou hoje a condenação a quase 6 anos de prisão do ex-vice-presidente argentino Amado Boudou, que governou o país ao lado de Cristina Kirchner de 2011 a 2015.

    Boudou foi condenado em primeira instância por um tribunal de Buenos Aires a cinco anos e dez meses de prisão, em agosto passado, por corrupção e conflito de interesses. 

    Ele teria se envolvido em uma operação de aquisição controversa de uma empresa de impressão de notas bancárias quando era ministro da Economia, segundo destacou a AFP. Jundo com outras pessoas, o político teria lançado um plano de resgate para uma companhia privada falida, a Ciccone Calcografica, que praticamente detinha o monopólio da impressão de cédulas bancárias e documentos oficiais na Argentina. A tentativa de comprar a empresa (70% das ações, em seu caso) finalmente falhou, e o Estado nacionalizou a Ciccone Calcografica.

    Os advogados de Boudou, atualmente preso em uma penitenciária a cerca de 100 quilômetros ao sul da capital, declararam que pretendem apelar da condenação à Suprema Corte de Justiça, acrescenta a agência.

    Mais:

    'Fora, Bolsonaro': ativistas argentinos protestam contra presidente do Brasil (FOTOS, VÍDEO)
    Montadoras brasileiras devem declarar lay off devido a crise na Argentina, diz especialista
    Ex-presidente argentino Fernando de la Rúa morre aos 81 anos
    Eleição na Argentina é chave para acordo entre Mercosul e UE, diz cientista política
    Tags:
    condenação de lula, prisão, corrupção, Buenos Aires, Argentina, Cristina Kirchner, Amado Boudou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar