11:42 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Evo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou

    Problemas da Venezuela não serão resolvidos com intervenção ou com golpe, diz Evo Morales

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Américas
    URL curta
    220
    Nos siga no

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, alertou que nem uma intervenção estrangeira nem um golpe de Estado resolverão os problemas da Venezuela, e convocou os países latino-americanos a preservarem a paz regional.

    "Não compartilhamos com intervencionistas e líderes do golpe como na Venezuela, que não resolverá nada para os venezuelanos, nem para os latino-americanos", disse Morales em comunicado à rádio estatal Patria Nueva, de Paramaribo, capital do Suriname, onde faz uma breve visita oficial.

    Morales reafirmou seu apoio ao governo de Nicolás Maduro, diante de problemas econômicos internos e forte pressão internacional liderada pelos Estados Unidos que apoia o autodenominado "presidente em exercício" Juan Guaidó.

    "Esse processo de paz que temos no continente deve ser defendido e aprofundado", disse o líder boliviano no final de sua visita ao Suriname, durante o qual se encontrou com o presidente daquele país, Dési Bouterse, e assinou acordos de cooperação, de acordo com a mídia oficial boliviana.
    Morales disse que lamenta que alguns países latino-americanos apoiem a política dos EUA em relação à Venezuela, que inclui um bloqueio econômico.

    Depois de visitar Paramaribo, Morales continuou sua viagem a Moscou, onde será recebido na quinta-feira pelo líder russo Vladimir Putin para revisar os acordos de cooperação.

    Mais:

    Maduro pede diálogo e fim do 'conflito inútil'
    Guaidó chama Maduro de 'ditador' em meio a discurso de reconciliação na Venezuela
    Moscou considera 'inaceitável' pressão dos EUA sobre relação com a Venezuela
    Tags:
    Juan Guaidó, Nicolas Maduro, Venezuela, Evo Morales
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar