11:37 23 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    11125
    Nos siga no

    O fornecimento de equipamento militar russo para Venezuela não afeta o equilíbrio de forças na região, disse o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov.

    "Nenhum fornecimento de equipamento militar russo para a Venezuela nunca afetou o equilíbrio das foras na região", declarou Ryabkov em entrevista ao El País. O político destacou que a Rússia sempre foi um fornecedor da Venezuela com responsabilidade.

    ​O vice-ministro russo se reuniu nesta quarta-feira na capital da Finlândia com o subsecretário de Estado dos EUA para Assuntos Políticos, David Hale, e conversou sobre os interesses da Rússia na Venezuela.

    "Não contamos com nenhum contingente militar na Venezuela. Não temos nenhum recurso dessa área na Venezuela, nem nada que pudesse ser avaliado por ninguém, nem pelos EUA, nem pelos vizinhos da Venezuela, como um fator de desestabilização. Tudo que está sendo realizado lá é feito no âmbito de manutenção técnica, fornecida sob guarda de contratos celebrados previamente", disse Ryabkov aos jornalistas depois da reunião com seu colega norte-americano.

    Os EUA reconhecem o presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, como presidente interino da Venezuela. Contudo, os esforços que os opositores de Maduro vêm fazendo desde o início do ano se mostraram infrutíferos, tendo fortalecido o atual governo nas últimas semanas.

    Além dos EUA, outros 54 países reconhecem Guaidó como líder da Venezuela. No entanto, Rússia, China, Irã e vários outros países reconhecem Maduro eleito constitucionalmente como o presidente legítimo da Venezuela.

    A Rússia disse que os EUA estão estrangulando a Venezuela com sanções, na tentativa de arrastar a nação latino-americana para o caos.

    Mais:

    Noruega anuncia nova rodada de diálogo entre governo da Venezuela e oposição
    Guaidó chama Maduro de 'ditador' em meio a discurso de reconciliação na Venezuela
    Venezuela ensaia desfile do Dia da Independência – Fotos
    Dividir para reinar: Bolton apela a 'cortar os laços' entre Cuba e Venezuela
    Tags:
    América Latina, armas, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar