23:02 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da República Bolivariana da Venezuela, durante um discurso em Caracas (arquivo)

    Maduro pede diálogo e fim do 'conflito inútil'

    © REUTERS / Manaure Quintero
    Américas
    URL curta
    281
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reiterou nesta terça-feira (9) a importância do diálogo com a oposição e pediu a cessação de conflitos e conspirações que afetam os cidadãos venezuelanos.

    "Eu insisto no diálogo, uma, duas ou três vezes, até que haja resultados para a paz no país [...] já basta desse conflito inútil de você me diga, eu lhe falo, você me ataca, conspirações, tramas, de chamar a intervenção militar do exército gringo para vir e matar os venezuelanos", disse Maduro.

    As declarações foram feitas durante um ato de dia produtivo econômico no palácio de Miraflores, onde Maduro pediu união ao país.

    "Nossa maior vitória contra o bloqueio, a perseguição financeira, a perseguição ao comércio, o mal gringo imperialista contra a Venezuela, a guerra econômica, a maior vitória é produzir, produzir é vencer", disse o presidente venezuelano.

    Caracas informou que sua equipe de negociação já está em Barbados para novas rodadas de discussão com a oposição. As negociações começaram em 14 de maio, com mediação da Noruega.

    No dia 4 deste mês, Maduro disse que estava disposto a construir mais uma frente de diálogo para chegar a um acordo com a oposição. 

    Em maio passado, foram realizadas duas reuniões em Oslo entre o governo e a oposição, mas as autoridades norueguesas limitaram-se a informar que as partes haviam discutido uma agenda com questões políticas, econômicas e eleitorais.

    Os contatos realizados na Noruega representam a primeira reaproximação entre representantes do governo e da oposição desde a mais recente crise política, que eclodiu em janeiro após o juramento de Maduro para o período 2019-2025, e depois do líder da oposição, Juan Guaidó, se autodeclarar presidente interino. 

    Mais:

    Caracas denuncia na ONU 'agressões múltiplas' dos EUA contra a Venezuela
    Venezuela ensaia desfile do Dia da Independência – Fotos
    Dividir para reinar: Bolton apela a 'cortar os laços' entre Cuba e Venezuela
    Guaidó chama Maduro de 'ditador' em meio a discurso de reconciliação na Venezuela
    Noruega anuncia nova rodada de diálogo entre governo da Venezuela e oposição
    Tags:
    Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar