05:54 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    540
    Nos siga no

    Um enorme navio de carga transportando 69 contêineres de lixo atracou em Vancouver com o intuito de devolver 1.500 toneladas de resíduos domésticos contaminados.

    Um mês após as Filipinas se recusarem a se tornar o "depósito de lixo" do Canadá, a carga perigosa (contendo garrafas plásticas, eletrodomésticos e até mesmo fraldas) retornou à costa canadense depois de apodrecer no país asiático por quase seis anos.

    Após uma viagem de um mês desde o sudeste asiático, o navio porta-contêineres Anna Maersk foi filmado atracando no Deltaport em Vancouver no sábado (29) pela manhã.

    Temendo uma possível contaminação, a cidade irá em breve proceder à incineração dos resíduos.

    "É um material um pouco único […] Tivemos que trabalhar com procedimentos operacionais seguros para saber como receber isso, porque isto esteve parado nas Filipinas há muito tempo", disse à mídia local Paul Henderson, o gerente geral do serviço de resíduos sólidos da Metro Vancouver.

    Perto do Anna Maersk, atracado em Deltaport para descarregar lixo canadense das Filipinas esta manhã. Posso confirmar ainda não há "aroma" deste ponto de observação. Vou atualizar assim que eles estiverem fora do navio

    Os resíduos foram exportados para as Filipinas entre 2013 e 2014, mas não atenderam aos padrões ambientais do governo.

    Em maio, Duterte finalmente ordenou que o lixo fosse devolvido, depois de o Canadá ter ficado parado por anos e ter perdido o prazo para resolver o problema.

    Mais:

    EUA se recusam a assinar acordo de 187 países que regulamenta exportação de lixo plástico
    Los Angeles corre sério risco de peste bubônica devido a montes de lixo
    'Não somos lixeira': Indonésia manda lixo disfarçado de recicláveis de volta aos EUA
    Tags:
    contaminação, Canadá, Filipinas, lixo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar