14:11 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bombas de fósforo em unidade de destruição de armas químicas na cidade russa de Shchuchye, na Sibéria

    EUA retomam trabalho em usina de destruição de armas químicas

    © Sputnik / Pavel Lisitsyn
    Américas
    URL curta
    123
    Nos siga no

    O Exército dos EUA retomou a destruição de armas químicas obsoletas no sul do Colorado após uma pausa causada pelo vazamento de líquidos de um tanque de armazenamento.

    As autoridades dizem que o trabalho foi retomado na quarta-feira, quando outro tanque foi reativado. A causa do vazamento está sob investigação.

    A Pueblo Chemical Depot está destruindo 780 mil munições contendo 2.270 toneladas de gás mostarda.

    Autoridades dizem que o líquido que vazou é um subproduto do processo e não contém armas químicas. Eles dizem que menos de 200 mililitros escaparam do tanque.

    O gás mostarda borbulha a pele, fere os olhos e inflama as vias respiratórias. Os EUA estão destruindo suas reservas dessa arma por conta de um tratado que proíbe armas químicas.

    Desde o início de 2016, a usina erradicou 702 toneladas de armas químicas.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA desloca caças F-15E para a Turquia no decurso de manobras militares
    Putin constata deterioração das relações entre Rússia e EUA
    Khamenei: se o Irã quisesse armas nucleares, os EUA não poderiam fazer nada a respeito
    Ministro turco rebate EUA sobre os S-400: 'Ninguém dá ultimato à Turquia'
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar