21:15 15 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Gasoduto russo

    Trump diz que está considerando impor sanções contra o Nord Stream 2

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Américas
    URL curta
    9325

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (12) que está considerando impor sanções ao projeto do gasoduto Nord Stream-2.

    "Isso é algo que eu tenho olhado, e estou pensando", disse Trump quando perguntado por repórteres sobre possíveis sanções dos EUA contra o oleoduto.

    Trump, que estava falando durante a visita do presidente polonês Andrzej Duda à Casa Branca, disse que ele foi a primeira pessoa a propor fazer algo sobre o que ele chamou de "o problema do oleoduto".

    "Eu sou o único que trouxe o problema do oleoduto onde você tem a Rússia dando uma enorme porcentagem de energia. Você sabe que esse gás está indo para a Alemanha. Eu digo: 'Como você pode fazer isso?'", disse Trump.

    O presidente dos EUA disse que os Estados Unidos estão "protegendo" a Alemanha de se tornar excessivamente dependente da Rússia ao se opor ao projeto.

    "A Alemanha está cometendo um tremendo erro confiando tanto no gasoduto, é um erro para a Alemanha. Mas, novamente, a Alemanha está administrando seus negócios, e eles se saem bem. Eu fui crítico. Eu tenho criticado isso. É uma tremenda quantidade de sua energia que será fornecida por esse gasoduto ", disse Trump.

    O Nord Stream 2 é uma joint venture entre a gigante de energia russa Gazprom e cinco empresas europeias. O objetivo é fornecer 55 bilhões de metros cúbicos de gás natural russo anualmente diretamente para a Alemanha e outros países europeus através de um gasoduto duplo colocado no fundo do Mar Báltico.

    Mais:

    Pompeo: para 'conter' a Rússia, EUA devem impedir a construção do gasoduto Nord Stream 2
    Senadores dos EUA defendem sanções para empresas envolvidas no Nord Stream 2
    Alemanha rejeita possíveis sanções dos EUA contra o Nord Stream 2
    Tags:
    gasoduto, Nord Stream, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar