17:35 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente Donald Trump na igreja McLean Bible Church no estado norte-americano de Virgínia, 2 de junho de 2019

    México nega declaração de Trump sobre concessões secretas em acordo

    © AP Photo / Jacquelyn Martin
    Américas
    URL curta
    2 0 0
    Nos siga no

    Três dias depois do presidente dos EUA, Donald Trump, ter anunciado um acordo com o México para conter o fluxo de migrantes na fronteira sul, os dois países parecem incapazes de concordar exatamente com o que está nele.

    Criticado pelo fato do acordo anunciado ser apenas um aumento de medidas já em andamento, Trump sugeriu nesta segunda-feira (10) que ainda há termos secretos acordados e que serão revelados em breve. 

    O México, contudo, nega a versão do presidente dos Estados Unidos.

    O secretário de Relações Exteriores mexicano, Marcelo Ebrard, segurando um papel e apontando para os detalhes previamente anunciados disse: "não há outra coisa além do que acabei de explicar".

    O episódio revelou a complicada dinâmica política em jogo entre Trump e o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador.

    Trump parece ansioso para declarar vitória nas negociações e superdimensionar os resultados, mas o México parece disposto a marcar sua posição. 

    A Casa Branca não forneceu mais detalhes sobre o que foi dito por Trump nesta segunda. 

    Entretanto, é provável que a discussão seja sobre a possível declaração do México como "terceiro país seguro", medida que tornaria mais difícil para refugiados pedirem asilo nos Estados Unidos. 

    Mais:

    Maduro: tarifas dos EUA sobre México são agressão contra toda América Latina
    Trump anuncia acordo com o México e não deve impor tarifas a importações mexicanas
    Trump diz que mais detalhes sobre acordo com México serão revelados
    México está com a 'dignidade intacta' após com acordo com os EUA, diz chanceler
    Tags:
    Andrés Manuel López Obrador, Donald Trump, Estados Unidos, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar