19:50 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1005
    Nos siga no

    O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, disse nesta sexta-feira que os esforços da Noruega para mediar o impasse com o governo do presidente Nicolás Maduro estagnaram e que nenhuma nova negociação foi planejada.

    "No momento não há reunião planejada", informou Guaido a seus partidários durante um discurso na cidade de Valência, no norte do país caribenho.

    Representantes de Guaidó e Maduro se encontraram frente a frente em Oslo na semana passada, como parte das negociações mediadas pela Noruega para resolver o impasse político do país, que começou em janeiro, quando Guaidó proclamou-se presidente interino.

    Os dois lados já haviam se encontrado separadamente com autoridades norueguesas.

    Guaidó, que é reconhecido por mais de 50 países, incluindo os Estados Unidos, enfatizou que o objetivo das negociações era o estabelecimento de um governo de transição e a organização de eleições livres.

    "Se essas conversas não nos aproximam" desses objetivos, comentou Guaidó, e "são inúteis".

    Milhões de pessoas fugiram do país economicamente devastado, sofrendo escassez de alimentos, remédios e outros itens essenciais.

    Guaidó afirmou aos repórteres que os informaria oportunamente se e quando uma nova rodada de negociações estiver agendada.

    Ele também respondeu aos comentários do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, de que as divisões dentro da oposição venezuelana estavam prejudicando os esforços para derrubar Maduro.

    "Em referência ao que o secretário de Estado Pompeo disse... sim, houve diferenças aqui, sim, é claro que as tivemos."
    Mas ele acrescentou que gradualmente eles foram superados, "porque estamos unidos em torno de uma causa".

    Mais:

    Bolsonaro defende aliança política com Macri 'para Argentina não virar nova Venezuela'
    Rússia não exclui possibilidade de enviar mais especialistas militares para Venezuela
    Chefe da Rostec revela tentativas dos EUA de perturbar construção de fábrica de armas na Venezuela
    Tags:
    crise na venezuela, diplomacia, Mike Pompeo, Nicolás Maduro, Juan Guaidó, Estados Unidos, Noruega, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar