21:02 01 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    460
    Nos siga no

    O Governo da Venezuela criticou as novas sanções que os Estados Unidos que proibiram a chegada de cruzeiros, viagens educacionais e culturais a Cuba.

    "O bloqueio dos EUA contra Cuba, com suas medidas coercitivas unilaterais e ilegais, fracassou por décadas e, nesta nova fase, a Venezuela rejeitará o ataque da elite dominante de Washington contra o povo cubano e seu governo", escreveu o chanceler da Venezuela Jorge Arreaza no Twitter.

    O secretário de Estado dos EUA também anunciou um veto à exportação para Cuba de barcos de passageiros e de recreio, além de aeronaves privadas e corporativas, diz o texto.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou várias políticas de seu antecessor, Barack Obama (2009-2017), que tentou normalizar as relações com Cuba e incentivou a viagem dos norte-americanos à ilha caribenha.

    ​Em abril, Trump eliminou as proibições impostas pelos três presidentes que o antecederam contra as demandas feitas por cidadãos norte-americanos em busca de indenização por propriedades confiscadas pelo governo cubano após a revolução iniciada em 1959.

    Mais:

    Venezuela: Trump ameaça Cuba com embargo total por apoio; Maduro preparou fuga, diz Pompeo
    Sanções dos EUA não impedirão desenvolvimento de Cuba, diz presidente cubano
    Cuba autoriza redes privadas de conexão à internet
    Tags:
    sanções, Venezuela, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar