19:18 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    5714
    Nos siga no

    A Casa Branca queria que a Marinha dos EUA afastasse o navio de guerra USS John S. McCain do lugar onde estava para que o presidente americano Donald Trump não visse o destróier durante sua visita ao Japão, informou a AP.

    Segundo o The Wall Street Journal, foi colocada uma lona sobre o nome da embarcação antes de o líder americano chegar para fazer um discurso perante os marinheiros americanos. No entanto, a Marinha americana tem insistido que o nome do navio de guerra "não foi encoberto durante a visita do presidente".

    "Não fui informado sobre nada que tenha a ver com o navio USS John S. McCain durante minha recente visita ao Japão", disse Trump no Twitter, comentando as reportagens.

    O secretário da Defesa americano, Patrick Shanahan, também "não teve conhecimento" da ocorrência referente à cobertura da embarcação, segundo o seu porta-voz Joe Buccino, escreve a mídia.

    Embora a razão de toda essa agitação não tenha sido explicada, é do conhecimento geral que o destróier da classe Arleigh Burke foi originalmente nomeado em homenagem ao avô e pai do ex-senador americano John McCain (falecido em 25 de agosto de 2018), ambos almirantes da Marinha americana.

    Trump e o falecido senador republicano se confrontaram muitas vezes sobre uma série de questões políticas. A relação entre os dois permaneceu conflituosa até à morte de McCain, para cujo funeral o atual líder americano não foi convidado.

    O presidente dos EUA se reuniu com o novo imperador japonês Naruhito e com a imperatriz Masako no dia 26 de maio, no palácio imperial de Tóquio, como parte de uma cerimônia formal de boas-vindas transmitida ao vivo pela televisão nacional.

    Mais:

    Análise: mísseis hipersônicos tornariam destróier chinês Type 055 o mais potente do mundo
    Destróier britânico atinge drone com míssil supersônico (VÍDEO)
    China lança 2 novos destróieres ao mesmo tempo
    Tags:
    USS John S. McCain, Marinha dos EUA, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar