08:22 17 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0282
    Nos siga no

    A Suprema Corte da Venezuela abriu uma ação criminal contra sete políticos da oposição por traição e incitação à rebelião, informou a Corte em um comunicado.

    A Suprema Corte disse em um comunicado que os políticos Henry Ramos Allup, Luis Florido, Marianela Magallanes, José Simón Calzadilla, Américo De Grazia, Richard Blanco e Andrés Velázquez foram acusados ​​pelo procurador-geral pelos supostos crimes de "traição, conspiração, instigação de insurreição, rebelião militar, conspiração para cometer um crime, usurpação de funções e incitação pública à desobediência".

    Alguns dos políticos acusados estavam ao lado do líder da oposição Juan Guaidó durante a tentativa fracassada de golpe militar de 30 de abril em frente à Base Aérea Generalíssimo Francisco de Miranda.

    A Suprema Corte aprovou um processo semelhante na semana passada contra o vice-presidente da Assembleia Nacional, Edgar Zambrano.

    A situação na Venezuela continua tensa desde janeiro, quando Guaidó se autoproclamou presidente interino. Os Estados Unidos e outros 54 países reconheceram o opositor e conclamaram Maduro a renunciar. Rússia, China e vários outros países disseram reconhecer Maduro como o único presidente legítimo da Venezuela.

    Tags:
    Venezuela, Rússia, China, Estados Unidos, Edgar Zambrano, José Simón Calzadilla, Henry Ramos Allup, Luis Florido, Marianela Magallanes, Américo De Grazia, Richard Blanco, Andrés Velázquez, Assembleia Nacional da Venezuela, Suprema Corte da Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar