17:21 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Manifestación en Caracas, Venezuela

    Moscou insiste na necessidade por fim ao caos instigado pela oposição na Venezuela

    © AP Photo / Natacha Pisarenko
    Américas
    URL curta
    961

    Moscou insiste na necessidade de por fim ao "levante de rua" na Venezuela, que encoraja a oposição, disse à Sputnik o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, na véspera da reunião dos ministros das Relações Exteriores da Rússia e da Venezuela em Moscou, que será realizada neste domingo.

    O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, confirmou em declarações à Sputnik que o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, se reunirá no dia 5 de maio com o seu colega venezuelano, Jorge Arreaza, em Moscou.

    Mais cedo, uma fonte do Ministério das Relações Exteriores da Rússia tinha alertado sobre a possibilidade desse encontro.

    "As negociações que o ministro vai realizar amanhã com seu colega venezuelano se concentrarão em tudo que está acontecendo na Venezuela, em particular nas tentativas de outros países de pressioná-la", disse Ryabkov, comentando a agenda da reunião.

    Ryabkov reafirmou que Moscou "insiste na necessidade de por fim ao caos nas ruas, gerado pela oposição com objetivos de provocação".

    Além disso, a Rússia defende "um diálogo inclusivo, e o governo de Caracas, segundo nosso entendimento, está preparado para isso", acrescentou.

    O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia negou que a reunião de Lavrov e Arreaza tenha qualquer relação com o encontro do chanceler russo com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, agendado para segunda-feira, na Finlândia.

    "Não há nenhuma mensagem especial aqui. Naturalmente, porém, os resultados das conversas em Moscou com Arreaza nos permitirão entender melhor e analisar as mensagens que receberemos do secretário de Estado (Pompeo), quando o ministro (Lavrov) o encontrar em Rovaniemi", concluiu o diplomata.

    Mais:

    Relatos: Trump põe em causa credibilidade de dados da inteligência dos EUA sobre Venezuela
    Especialistas respondem: é possível o Brasil intervir militarmente na Venezuela?
    Grupo de Lima reafirma apoio a Guaidó e pede solução pacífica para crise na Venezuela
    Putin para Trump: tentativas de derrubar Maduro dificultam a solução para a Venezuela
    Trump e Putin tratam da Venezuela e novo acordo nuclear por telefone, diz Casa Branca
    Bolsonaro diz que a eleição de Cristina Kirchner tornaria a Argentina uma nova Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar