14:36 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Chanceler russo Sergei Lavrov em reunião com o presidente da Venezuela Nicolás Maduro

    Moscou: posições da Rússia e dos EUA sobre Venezuela são inconciliáveis

    © AFP 2019 / CANCILLERIA
    Américas
    URL curta
    6110
    Nos siga no

    A Rússia e os EUA combinaram seguir dialogando sobre a crise na Venezuela, mas as posições dos países são inconciliáveis, disse nesta quinta-feira o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov.

    O ministro russo disse ter conversado por telefone com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, sobre a situação do país sul-americano.

    "Concordamos em continuar os contatos, inclusive no que tange a Venezuela, mas eu não vejo como podemos conciliar as posições. Por um lado temos as nossas, fundamentadas sobre o estatuto da ONU, sobre o direito internacional. Por outro lado temos a posição dos EUA, que nomeiam a partir de Washington um encarregado para a função de presidente de um terceiro país", declarou o ministro russo aos jornalistas em Tashkent, capital do Uzbequistão.

    "As posições são inconciliáveis, mas estamos prontos para o diálogo", acrescentou o ministro.

    No entanto, ao comentar a conversa telefônica com Pompeo, realizada nesta quarta-feira, Lavrov foi irônico. "Eu entendo assim: Mike Pompeo telefonou somente para dizer publicamente depois que me telefonou e que pediu não interferir [na crise venezuelana]".

    "Bem, ele fez isso", concluiu o chefe da diplomacia russa.

    Mais:

    2 pessoas morrem durante protestos na Venezuela
    Venezuela diz na ONU que Bolsonaro 'age de forma criminosa'
    Maduro diz que a paz triunfou na Venezuela
    Militares dos EUA negam ter mobilizado tropas para ação contra a Venezuela
    Pressionada, Rússia alerta sobre 'consequências graves' por ações dos EUA na Venezuela
    O que golpe falho causou nas ruas da Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar