06:45 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Um migrante em Tijuana, México pula a fronteira para entrar na cidade americana de San Diego, na Califórnia.

    Trump endurece discurso e Pentágono envia mais tropas para fronteira com o México

    © AP Photo / Daniel Ochoa de Olza
    Américas
    URL curta
    114
    Nos siga no

    O Departamento de Defesa dos EUA anunciou nesta segunda-feira que vai mobilizar cerca de 320 soldados adicionais para a fronteira sul com o México para apoiar os funcionários da imigração.

    As tropas, posicionadas para desdobrar-se até o final de setembro, vão acrescentar a cerca de 2.900 militares da ativa e 2.000 membros da Guarda Nacional atualmente afixados na fronteira.

    O porta-voz do Pentágono, tenente-coronel Jamie Davis, declarou que as tropas ajudariam com o transporte de migrantes, monitorando o bem-estar dos migrantes sob custódia e fornecendo aquecimento e refeições.

    As tropas não são encarregadas de realizar quaisquer funções de aplicação da lei.

    "Em qualquer situação que exija que o pessoal do Departamento de Defesa esteja próximo dos migrantes, o pessoal encarregado da aplicação da lei do DHS (Departamento de Segurança Interna) estará presente para realizar todas as funções de custódia e aplicação da lei", afirmou Davis.

    Nos últimos meses, milhares de migrantes chegaram ao México, principalmente os centro-americanos que fugiam da pobreza e da violência em casa. O presidente dos EUA, Donald Trump, os descreveu como uma ameaça à segurança nacional.

    Ele também disse na semana passada que os Estados Unidos enviariam soldados armados para a fronteira sul depois que soldados mexicanos recentemente "puxaram armas" contra as tropas dos EUA, aumentando sua guerra de palavras com o México pela imigração.

    O presidente, que transformou a imigração no centro de sua mensagem para sua base conservadora, afirmou no Twitter que "uma grande caravana de mais de 20 mil pessoas" está passando pelo México em direção aos Estados Unidos.

    Mais:

    Trump: EUA estão enviando soldados armados para fronteira com México
    'Bom vizinho': México diz que não quer confrontação com EUA por muro na fronteira
    Trump promete fechar fronteira se México não combater imigração ilegal
    Tags:
    muro, relações bilaterais, segurança, defesa, imigração, fronteira, Pentágono, Jamie Davis, Donald Trump, Estados Unidos, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar