09:19 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    O exterior da sinagoga da Congregação Chabad.

    Suspeito de ataque a sinagoga da Califórnia é acusado de homicídio

    © AFP 2019 / David McNew/Getty Images
    Américas
    URL curta
    2 0 0

    Um homem de 19 anos, identificado como John T. Earnest, foi detido após ser acusado de assassinato em primeiro grau e três acusações de tentativa de assassinato em primeiro grau, de acordo com o comunicado do xerife de San Diego, Bill Gore.

    Segundo o comunicado, não há indicações "neste ponto da investigação" de que o Earnest fazia parte de um grupo organizado. A polícia acredita que o suspeito estava agindo sozinho "sem apoio externo para realizar o ataque".

    No início do dia, três pessoas feridas no tiroteio foram liberadas dos hospitais. O rabino Yisroel Goldstein foi baleado na mão. Dois fiéis — Almog Peretz, de 34 anos, e Noya Dahan, de oito anos de idade — sofreram ferimentos causados ​​por estilhaços, segundo a AP.

    O tiroteio aconteceu ontem (27) e o suspeito foi identificado como John T. Earnest na sequência. Ele seria um estudante da Universidade Estadual da Califórnia em San Marcos. Earnest publicou um manifesto on-line horas antes do ataque a Pastebin, supostamente detalhando suas razões para atingir os fiéis na sinagoga.

    O autor do manifesto, que se identificou como um estudante de enfermagem de 19 anos com o mesmo nome do suspeito detido, afirma ter sido motivado pela carnificina da mesquita de Christchurch em março e pelo tiroteio na sinagoga da Árvore da Vida de Pittsburg no ano passado.

    Gore revelou que Earnest também estava sob investigação por ligação com um episódio de incêndio criminoso em uma mesquita no mês passado.

    Tags:
    Universidade Estadual da Califórnia, John T. Earnest, Noya Dahan, Almog Peretz, San Marcos, Pittsburgh, Christchurch
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar