09:36 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, faz comentários no início da cúpula da OTAN em sua nova sede em Bruxelas, na Bélgica

    Trump promete retirar os EUA do Tratado Internacional de Comércio de Armas

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    1101
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu nesta sexta-feira revogar o status dos Estados Unidos como signatário do Tratado de Comércio de Armas, dizendo que pedirá ao Senado dos EUA que não ratifique o pacto assinado por seu antecessor democrata Barack Obama.

    "Estamos pegando nossa assinatura de volta", afirmou Trump em uma manifestação da Associação Nacional de Rifles (NRA) em Indianápolis.

    "Eu assinarei [...] uma mensagem pedindo ao Senado para interromper o processo de ratificação do tratado", acrescentou.

    O tratado, que entrou em vigor em dezembro de 2014, "regula o comércio internacional de armas convencionais, desde armas pequenas até tanques de guerra, aviões de combate e navios de guerra", diz um documento das Nações Unidas.

    Os Estados Unidos são um dos 130 países signatários, porque em 2013 o então presidente Barack Obama assinou a assinatura do tratado, mas a ratificação parlamentar está pendente.

    Mais:

    Segunda Emenda para sempre: Trump promete não mexer na lei das armas nos EUA
    Putin: controle de armas será principal tema de encontro com Trump
    Donald Trump exigiu a Kim Jong-un que transferisse armas nucleares para EUA, revela fonte
    Tags:
    Senado dos EUA, Barack Obama, Donald Trump, Tratato sobre o Comércio de Armas, armas, NRA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar