03:36 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Jorge Arreaza, el canciller de Venezuela

    EUA impõem sanções ao chanceler venezuelano, Jorge Arreaza

    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Américas
    URL curta
    8312

    Segundo divulgou nesta sexta-feira (26) a Agência de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês), parte do Departamento do Tesouro dos EUA, Washington lançou sanções contra o ministro da Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza.

    A OFAC informou que as sanções atingem também o juiz venezuelano Carol Padilla.

    Em janeiro, o governo dos Estados Unidos anunciou que não iria reconhecer o novo mandato do presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Ao invés disso, Washington passou a apoiar o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó.

    No dia 23 de janeiro, a crise política venezuelana se agravou devido à autoproclamação de Guaidó, líder da oposição e da Assembleia Nacional do país. Desde então, diversos países estrangeiros têm tomado posições diversas em relação ao apoio a Guaidó ou Maduro.

    Entre os países que reconhecem Maduro como presidente legítimo da Venezuela estão a China, a Rússia, a Turquia e Cuba. Já quem apoia Guaidó, inclui principalmente aliados dos EUA na Europa, e países como Argentina, Colômbia, Brasil e Chile na América do Sul.

    Mais:

    Helicóptero policial cai na Venezuela e deixa ao menos 2 mortos
    Chanceler: 'Venezuela espera que EUA autorizem negociações entre Maduro e oposição'
    Venezuela quer reabrir fronteira com Brasil, revela senador brasileiro
    Rússia acusa EUA de continuar promovendo cenário de força na Venezuela
    Tags:
    sanções, OFAC, Nicolás Maduro, Jorge Arreaza, Juan Guaidó, Washington, EUA, Estados Unidos, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar